CONTEÚDO

Deixe nossos especialistas ajudarem você a montar seu plano de sucesso.
CONVERSE COM UM ESPECIALISTA

BDRs da XP estreiam na bolsa brasileira com valorização

04/10/2021

SÃO PAULO – A XP Inc (XPBR31) estreou nesta segunda-feira (4) na bolsa brasileira os seus BDRs (Brazilian Depositary Receipts) – certificados que representam as ações da corretora listada nos Estados Unidos.

A mudança veio após o sinal verde da XP Inc. e da XP Part. A incorporação da XPart pela XP foi aprovada na sexta-feira (1) em assembleias gerais das companhias; com a incorporação, a XPart será extinta.

Em seu pregão de estreia, os BDRs operavam com valorização de 2,48%, por volta das 11h, cotados a R$ 230,56.

Diferencial competitivo

Em cerimônia na B3, o CEO da XP, Thiago Maffra, agradeceu aos colaboradores e aos clientes e falou sobre o diferencial competitivo da companhia. “Nossa cultura é a grande vantagem competitiva. É o que a gente precisa para continuar garantindo crescimento nos próximos anos”, afirmou.

Maffra assumiu o cargo de CEO da empresa em maio deste ano, sucedendo Guilherme Benchimol, fundador da XP, que também participou do toque da campainha na estreia dos BDRs na B3.

Em seu discurso, Benchimol lembrou do início da empresa 20 anos atrás, em uma “salinha com 25 metros quadrados”. O fundador da XP também esclareceu que a empresa não lançou papéis no Brasil à época do IPO por conta de regras de mercado, e não por falta de interesse.

“Muita gente falou que a gente não pensou no Brasil, quando na verdade o nosso objetivo era fazer com que a empresa continuasse existindo”, disse Benchimol.

Ele lembrou que as economias bem-sucedidas possuem mercado de capital forte e reforçou o compromisso da empresa em democratizar investimentos no Brasil.

“Muitas vezes o pessoal olha o mercado de ações e acha que é só especulação. A gente ajuda o empreendedor a levantar capital e a pessoa física a investir melhor”, afirmou Benchimol.

Leia também:
• O que são BDRs e quem pode investir neste tipo de papel?

500 mil acionistas

Já o CFO da XP, Bruno Constantino, ressaltou que os BDRs da companhia estarão entre os mais negociados da B3, pois foram “herdados cerca de 500 mil acionistas”, em meio ao processo de cisão com o Itaú.

“Esses BDRs vão trazer muita muita liquidez ao mercado secundário, o que ajuda a desenvolver o mercado de capitais”, disse.

Enquanto isso, o presidente da B3, Gilson Finkelsztain, destacou o quanto a XP sempre foi parceira da bolsa e contribuiu, em seu período de existência, com o crescimento do mercado.

“A XP é parceira da bolsa desde o tempo da Cetip, BM&F e Bovespa. Parceiros da transformação do mercado de capitais”, destacou.

Seja sócio da empresa que está transformando o mercado financeiro brasileiro: abra uma conta gratuita na XP!


Fonte: https://www.infomoney.com.br/mercados/bdr-xp-estreia-b3-valorizacao/