CONTEÚDO

Deixe nossos especialistas ajudarem você a montar seu plano de sucesso.
CONVERSE COM UM ESPECIALISTA

Após evitar R$ 2,7 bi em fraudes digitais em 2020, ClearSale mira expansão

06/10/2021

Mercado financeiro, varejo, telecom. Hoje, em praticamente todos os segmentos, companhias de tamanhos diferentes marcam presença no digital. Seja para vender um produto ou serviço, ou ao menos para estreitar a relação com os clientes. Não é segredo que a pandemia turbinou esse movimento. Por isso, cada vez mais as empresas buscam um parceiro que seja especialista em barrar fraudes e proteger os consumidores.

A ClearSale é autoridade em soluções antifraude e score de crédito, iniciativas que garantem a segurança do fluxo das informações. “Protegemos bancos, fintechs, além de setores como e-commerce, vendas diretas, serviços digitais, telecomunicações e seguros”, diz Bernardo Lustosa, CEO da ClearSale.

Os números mensuram o resultado da atuação: a empresa evitou mais de R$ 2,7 bilhões em fraudes somente em 2020. A inovação é a aliada mais importante da ClearSale, que mantém o foco em aprimorar todos os dias o seu grande leque de ferramentas desenvolvidas.

Em paralelo, a equipe de desenvolvedores se debruça em novas soluções. A empresa criou um setor dedicado à inovação, batizado de ‘Explore’. É lá que novas ideias são incubadas e passam por um ciclo que compreende etapas como captação de ideias, maturação, desenvolvimento e planejamento e testes de market fit. “Só então decidimos se o projeto irá se tornar, de fato, um produto ClearSale”, diz Lustosa.

IPO de destaque

Os investidores reconhecem a posição relevante da empresa no mercado, especialmente neste momento no qual a demanda por serviços de qualidade no segmento de soluções antifraude cresce exponencialmente.

Não foi por acaso que a ClearSale movimentou R$ 795,2 milhões na oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês), que realizou em 30 de julho na B3, onde seus papéis são negociados pelo ticker (CLSA3). Os recursos levantados com a operação serão destinados para o crescimento orgânico da empresa, programas de inovação e fusões e aquisições.

“Desde que concluímos o IPO, estivemos nas recomendações de investimentos de praticamente todos os players especializados neste mercado”, diz Lustosa. Ele destaca que a demanda por ferramentas antifraude deve seguir em expansão nos próximos anos, como reflexo tanto do aumento de e-commerce – movimento beneficiado pela mudança de hábito na pandemia -, como pelo processo de inclusão financeira.

“Isso também gera tendências favoráveis de demanda para nossas soluções de validação de identidade”, afirma.

E-commerce e soluções antifraude

No atual momento do mercado, no qual os consumidores têm feito cada vez mais compras online, a ClearSale naturalmente tem como uma das suas principais fontes de atuação o e-commerce.

Suas ferramentas contam com calibração diária que, por meio de machine learning e Inteligência Artificial, são retroalimentados com novos dados o tempo todo, o que contribui para que mudanças bruscas de comportamento de consumo – como observado nos últimos meses de pandemia – não confundam as análises de prevenção e combate a fraudes.

Na prática, esse posicionamento encolhe o número de crimes cibernéticos. De acordo com o levantamento da ClearSale denominado ‘Mapa de Fraude”, referente ao primeiro semestre de 2021, o número de pedidos de compras cresceu 26% neste período em comparação com a mesma época no ano passado. No entanto, o percentual de fraudes diminuiu de 2% para 1,5%.

No paralelo, as soluções criadas no hub de inovação ‘Explore’ – que vão muito além do e-commerce – fazem sucesso no mercado. É o caso do ThreatX, ferramenta que oferece soluções de anti phishing (técnica de crime cibernético) e takedown (remoção de conteúdo infrator) para sites, aplicativos e redes sociais de algumas das mais importantes marcas do Brasil.

“O produto conta com um time de hunting especializado em monitorar surface, deep e dark web, que trabalha junto com a Inteligência Artificial para definir o nível das ameaças”, ressalta Lustosa.

ClearSale tem nova marca

A ClearSale tem como meta inovar e expandir. Por isso, os executivos perceberam a necessidade de reposicionar a marca no mercado para refletir o atual momento da companhia. Houve uma mudança no logo e nas suas cores.

“Entendemos que era o momento de construir uma marca que mostrasse ao mercado claramente o tamanho da nossa atuação no digital, pois nossa marca ainda era muito ligada ao varejo online, onde somos referência”, diz Omar Jarouche, diretor de Marketing da ClearSale. “Somos a mesma empresa, mas com uma marca muito mais aderente ao nosso tamanho atual”, completa Jarouche.

Embora preze pela maneira dinâmica de atuar, a ClearSale tem como objetivo manter a cultura de respeito e consideração com as pessoas, posicionamento essencial para edificar a sua expansão. Por essa posição, a ClearSale foi reconhecida com importantes premiações, como o GPTW (Great Place to Work), conquistado por 10 anos consecutivos.

A ClearSale também é certificada pelo Sistema B, selo que preza pelo capitalismo consciente. Hoje, é a única empresa de capital aberto que conta com esse certificado no Brasil.

A atuação da companhia vai além das fronteiras. As tentativas de fraude no Brasil são vorazes, criativas e altamente sofisticadas. Por isso, os instrumentos antifraude propostos pela ClearSale no mercado local servem como base para a criação de soluções também para outros países. Por isso, a companhia mantém escritórios no México, Argentina, Austrália e EUA, além de analisar transações em outros 170 países.

“Na ClearSale, a colaboração e confiança são dois dos principais valores para mover o nosso trabalho. E isso não fica apenas no discurso: acreditamos que ter propósito e entregar valor ao mercado é uma forma de ser protagonista por um mundo com menos fraudes”, finaliza Pedro Chiamulera, fundador da empresa.

 


Fonte: https://www.infomoney.com.br/negocios/apos-evitar-r-27-bi-em-fraudes-digitais-em-2020-clearsale-mira-expansao/